terça-feira, 14 de junho de 2011

Trabalhando com Projetos

Componentes do Grupo:      Roseli Aparecida Ignacio Leal 
                                                   Maria Aparecida Zanardi Dias 
                                                   Aparecida Ione Virgilio Da Silva 
                                                   Paula Fernanda Barbosa
                                                   Helena Maria Nunes Dos Santos

PROJETO: A CULTURA INDÍGENA, ONTEM E HOJE.

OBJETIVO
Conhecer a cultura indigena comparando o passado e o presente, reconhecendo a importância e sua influência em nossa cultura atual.

ANO/SÉRIE
4º Ano

DURAÇÃO
Tempo estimado 5 h/a

CONTEÚDOS A SEREM ESTUDADOS
- Diferenças culturais entre índios e brancos;
- Costumes indígenas da época do descobrimento e hoje;
- A influência da cultura indígena em nossos usos e costumes atuais;

JUSTIFICATIVA
A necessidade de conhecer a história do Brasil e consequentemente, a história do índio, nos leva a estudos e pesquisas sobre o tema, pois a influencia dessa cultura é notória em nosso dia a dia.

DESENVOLVIMENTO
- Leituras informativas;
- Pesquisas em Internet;

MATERIAL NECESSÁRIO
- Internet;
- Livros;
- Net book (class mates);

AVALIAÇÃO
A avaliação ocorrerá durante todo o processo, de acordo com o interesse, motivação e participação do aluno.

FOTOS

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Atividade 4 - Minha Amiga

Gostaria de convidar a todos para conhecer o blog da minha amiga Helena. Trabalhamos na EMEF Prof. Nilse de Freitas, eu como prefessora do segundo ano e ela como vice-diretora, tem sido uma ótima parceria........

segunda-feira, 25 de abril de 2011

hipertexto

Hipertexto é o termo que remete a um texto em formato digital ao qual se agregam outros conjuntos de informação na forma de blocos de textos, palavras, imagens ou sons, cujo acesso se dá através de referências específicas denominadas hiperlinks  ou simplesmente links.

terça-feira, 5 de abril de 2011

TRABALHANDO COM PROJETOS

Trabalhando com projetos em sala de aula
            A utilização de projetos em sala de aula contribui com a construção do conhecimento de forma mais ampla, tendo em vista uma aprendizagem mais significativa. Além disso, envolve diversas áreas do conhecimento, enfatizando o trabalho conjunto entre professores e alunos, neste contexto, o professor é um mediador na construção do conhecimento.
O trabalho com projetos permite ainda uma avaliação constante dos alunos e também da prática pedagógica, haja vista que não se trata de uma estratégia vincula as regras rígidas de avaliação.
A pedagogia de projetos é uma estratégia muito interessante para ser trabalhada com nossos alunos e segundo Dias e outras (2004)
"O que inaugura esta prática pedagógica como inovadora é o fato de aceitarmos o desafio da desinstalação, de desfazer certezas, conviver com o provisório, ressignificar determinadas opções, adotando o currículo como fio condutor do trabalho que será desenvolvido, de forma flexível, não linear, a partir de questões levantadas pelos alunos e/ou condições contextuais que emergirem das situações do cotidiano. (p.230)"
Uma experiência muito interessante voltada aos alunos do primeiro e segundo ano do Ensino Fundamental é o projeto de Leitura de Parlendas na Alfabetização Inicial. É um trabalho que envolve a leitura e escrita de textos já conhecidos de memória, além de apresentar aos alunos, novas parlendas.
Tem por objetivo construir conhecimentos sobre o funcionamento do sistema de escrita alfabético, além de ler textos de memória ajustando o oral ao escrito. É um trabalho dividido em cinco etapas e apresenta como produto final uma coletânea de parlendas, sendo realizado em tempo estimado de um mês.
Na primeira etapa são selecionadas diversas parlendas, algumas já conhecidas pelos alunos e confeccionados cartazes com as mesmas, a fim de garantir que todos os alunos consigam recitar os textos coletiva e individualmente. Na próxima etapa, deve-se apresentar aos alunos um livro de parlendas e proporcionar a todos o contato com o material, além de propor às crianças a publicação de uma coletânea de parlendas organizada pela turma.
Na etapa seguinte, a sala produz coletivamente uma lista de parlendas e seleciona as preferidas para compor a coletânea. Nesta etapa, também cabe ao educador listar e organizar as tarefas que devem ser cumpridas para a organização e publicação da obra.
A quarta etapa consiste em distribuir para as crianças algumas parlendas sem o título, para que possa identificar as parlendas selecionadas à coletânea, neste momento os alunos precisam utilizar suas estratégias de leitura. É nesta etapa também que a ilustrações referentes às palendas são feitas.
A última etapa abrange a capa da coletânea e a reunião das parlendas ilustradas, além do lançamento da obra à comunidade escolar.
Neste projeto a avaliação ocorre de modo a observar os avanços obtidos pelos alunos, principalmente no que se referem às estratégias utilizadas pelos mesmos em atividades que envolvem leitura e escrita.
 É um projeto que pode ser desenvolvido em qualquer sala de aula, haja vista que necessita de recursos simples como cartolinas, lápis de cor e um livro de parlendas,o que não impede o educador de enriquecer ainda mais suas aulas, se desfrutar de recursos mais avançados.

 Fontes de pesquisa:
http://revistaescola.abril.com.br/planos-de-aula/


sexta-feira, 18 de março de 2011

Para Refletir......................................

" Se não houver frutos, valeu a beleza das flores;
Se não houver flores, valeu a sombra das folhas;
Se não houver folhas, valeu a intenção da semente"
                                                                        
                                                                           ( Henfil)



A todos é permitido viver,
Mas somente a poucos é permitido pensar.

                                                                 ( Taylor)

Quem sou eu como professora e aprendiz frente as mudanças impostas pelas TIC...

Atualmente, vivemos em uma sociedade no qual a principal característica é a rapidez e a abrangência de informações, e como o acesso as mesmas interferem em nosso modo de vida. Por isso, é preciso aprender frequentemente e estar aberto as transformações impostas pelo mundo atual, o que tem sido um grande desafio principalmente para os educadores, haja vista que cabe aos mesmos, além de manterem-se atualizados, a tarefa de orientar e estimular seus alunos a buscarem adequadamente essas informações e transformá-las em conhecimento que modificam suas vidas.
            Como professora, procuro expor aos meus alunos atividades que envolvam situações problemas e desafios que os estimulem a refletir, e a participar ativamente da construção do seu próprio conhecimento. Gosto muito da utilização de músicas em minhas aulas, já que trabalho com crianças na faixa etária de seis e sete anos de idade, e a música é uma atividade prazerosa para elas.
            Tento também ouvir os meus alunos e sempre troco informações com os meus colegas de trabalho, pois na instituição que atuo o trabalho conjunto entre os educadores é uma atividade constante.
            Como aprendiz, confesso que não sou muito acostumada a utilizar as novas tecnologias com meus alunos em sala de aula, já fazia uso do computador, mas para preparar minhas aulas e não em sala com eles. Tenho algumas dificuldades para me adequar a essas transformações, mas quando isso acontece peço ajuda aos meus colegas e estou participando de algumas capacitações referentes ao assunto, a fim de me manter atualizada e tentar proporcionar aos meus alunos  melhores condições de aprendizagem.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

O COMPUTADOR IRÁ SUBSTITUIR O PROFESSOR?

NÃO. O COMPUTADOR É MAIS UMA FERRAMENTA A SER UTILIZADA NA PRÁTICA EDUCATIVA. PORÉM, É PRECISO RESSALTAR QUE OS EDUCADORES TEM QUE SE ADEQUAR A ESSAS TRANFORMAÇÕES A FIM DE ORIENTAR E PREPARAR NOSSOS ALUNOS ÀS EXIGÊNCIAS DO MUNDO ATUAL.....